Sin Avenue: Nova Banda de Velhos Amigos

1508072_304517493092041_6328505584979177579_n

Fotos: Carolina Godoy

 

A maioria das bandas começa quando amigos decidem tocar juntos, mas com o passar do tempo muitas bandas acabam e os amigos seguem caminhos diferentes. Algumas vezes o destino os coloca juntos novamente, foi isso que aconteceu com o guitarrista e vocalista CJ “Rebel Son” e o baterista Zé “Z.Ace” Henrique, os dois amigos tocaram juntos durante anos na banda Réus Anjos e marcaram seus nomes no underground de Porto Alegre. Com o fim da Réus Anjos, cada um seguiu para um lado e acabaram por se encontrar quando fizeram parte de outro grande grupo da cidade, a Diesel Inc. Com vontade de retomar a velha parceria musical, CJ e Z.Ace montam a banda Sin Avenue, que ainda conta com Lucas “Alba” Queiroz como baixista.

Enquanto preparam material para lançar o primeiro EP, Zé “Z.Ace” Henrique encontrou um tempo para conversar conosco:

 1508072_304517493092041_6328505584979177579_n

 

 

Insanity: Quais as principais diferenças entre a Sin Avenue e a Réus Anjos?

Zé “Z.Ace” Henrique: Basicamente o som praticado pela Réus Anjos era mais voltado para o Hard Rock dos anos 80, com aquela influência mais Rock And Roll. O direcionamento musical da Sin Avenue abrange o som mais pesado, mais na linha Hard/Heavy. A essência é a mesma, porém aconteceu uma evolução natural.

 

Insanity: O tempo em que você e o CJ passaram na Diesel Inc foi importante para montar a Sin Avenue?

Zé “Z.Ace” Henrique: Em minha opinião sim. Após o término da Réus Anjos, o CJ e eu seguimos cada um seus projetos.Por coincidência acabamos tocando juntos novamente na Diesel Inc. Ali percebemos que a química que tínhamos na Réus seguia, então resolvemos começar a criar algo juntos. Seguiríamos na Diesel Inc, e tocando esse novo projeto, porém por diferenças de opiniões e direcionamento, acabamos por deixar a Diesel Inc, e resolvemos nos dedicar inteiramente ao projeto que veio a se tornar Sin Avenue.

 

Insanity: Como aconteceu a escolha de Lucas “Alba”Queiroz para o posto de baixista?

Zé “Z.Ace” Henrique: O Lucas foi a escolha óbvia. Ele foi aluno do CJ há anos atrás, comparecia e acompanhava a Réus Anjos sempre que podia. Estávamos procurando um baixista e ele apareceu perguntando se podia fazer um teste. Fizemos um ensaio com ele e no meio da terceira música já sabíamos que tínhamos achado o cara certo. Apesar de ser bem mais novo que nós, o Lucas tem as mesmas influências, ele gosta das mesmas bandas e parece ser “velho” como nós (risos).

 

Insanity: Em que ponto está o processo de gravação do EP?

Zé “Z.Ace” Henrique: Estamos bem adiantados, todas as bases já gravadas, faltando apenas os detalhes finais como vocais, backing vocals e solos. Esperamos que o EP fique pronto até o meio do ano.

 

11204968_378748872335569_5807824528208373843_n

Sin Avenue trabalhando nas composições para o seu primeiro EP

 

Insanity: Esse disco será totalmente inédito ou terá composições feitas na época da Réus Anjos?

Zé “Z.Ace” Henrique: Todos os sons que entrarão no disco da Sin Avenue são originais e feitos exclusivamente para a banda. Temos orgulho do que fizemos com a Réus Anjos, mas é passado. Talvez ao vivo possamos tocar algo da Réus, mas o material da Sin é totalmente novo.

 

Insanity: Como esse material será lançado?

Zé “Z.Ace” Henrique: Lançaremos as seis músicas no formato CD mesmo. Somos Old School, e gostamos do formato físico. Estamos pensando e analisando a viabilidade de, talvez, lançarmos também em vinil.

 

Insanity: O trabalho já tem nome e arte gráfica?

Zé “Z.Ace” Henrique: A arte gráfica está em andamento. A princípio o disco se chamará simplesmente Sin Avenue, mas ainda podemos mudar de opinião (risos).

 

Insanity: Como aconteceu a escolha pela língua inglesa nas composições?

Zé “Z.Ace” Henrique: Foi uma escolha natural. Todas as bandas que gostamos independente da nacionalidade cantam em inglês, então este é um caminho mais óbvio pra nós.

 

Insanity: CJ seguirá com a carreira solo em paralelo à Sin Avenue?

Zé “Z.Ace” Henrique: Sim, o CJ tem o trabalho solo dele, que já é muito conhecido e divulgado. Talvez tocaremos alguns sons dele nos shows da Sin Avenue.

 

Insanity: Como um fã poderá adquirir material da banda?

Zé “Z.Ace” Henrique: Após o lançamento do CD, divulgaremos amplamente. Pretendemos distribuir para algumas lojas especializadas e óbviamente as pessoas podem adquirir conosco também.

 

12822250_785750561556134_669432306_n

Da esquerda para a direita: Lucas “Alba” Queiroz; CJ “Rebel Son” e Zé “Z.Ace” Henrique

 

Insanity: Como está a agenda de shows?

Zé “Z.Ace” Henrique: Temos a Hard as Hell agora no dia 12, em São Leopoldo, e mais duas datas a confirmar no primeiro semestre. Mas estamos mesmo focados em finalizar nosso disco.

 

Insanity: Na opinião de vocês, o que falta para que ocorram mais festivais voltados para as bandas de Hard Rock?

Zé “Z.Ace” Henrique: Mais união das bandas, promotores, produtores e do pessoal que agita a cena. Temos ótimas bandas, faltam também locais em condições e com boa estrutura para realizar eventos assim. Esperamos que o Hard as Hell seja o ponta pé inicial pra virar o jogo nesse sentido.

 

Insanity: Quais são os planos para o futuro da banda?

Zé “Z.Ace” Henrique: Esperamos lançar nosso álbum até o meio do ano e daí para frente marcar mais shows para divulgação. Seguir tocando e nos divertindo fazendo o som que a gente adora fazer, sempre com honestidade e prazer.

 

Insanity: Abrimos este espaço para que vocês deixem um recado direto para o público:

Zé “Z.Ace” Henrique: Obrigado pelo espaço, foi um prazer conversar com você. Espero ver todo mundo em São Leopoldo no Hard as Hell dia 12/03, vai ser uma grande celebração com os amigos das bandas Savannah, Baby n Roll e Gallaxy. Cuidem-se, divirtam-se e esperamos vocês por lá para curtirem um som e tomarem umas cervejas com a gente, abraços!

Contatos:
Sin Avenue Official Page

Comente usando seu Facebook!

Seja o primeiro a comentar esse post!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

*